Em 26 de março de 2021 o projeto JusClima2030 iniciou movimento junto ao Comitê Regional das Tabelas Processuais Unificadas, postulando a inclusão do assunto mudanças climáticas na TPU do CNJ. Em 04 de maio de 2021 o Comitê Regional aprovou a proposta do projeto Jusclima2030.

Em 06 de setembro de 2021 o projeto postulou junto ao COJETAB do Conselho da Justiça Federal (CJF) similar pedido de inclusão, sendo seu pleito encaminhado pelo COGETAB ao CNJ em 16 de setembro de 2021. A inclusão foi aprovada, criando-se o código 15008, “mudanças climáticas”, como subassunto do direito ambiental. O conceito de litígio climático acolhido no glossário da TPU pelo CNJ é o conceito proposto pelo projeto JusClima2030.

Esclarece-se que o glossário do assunto 15008 na TPU dispõe: Assunto a ser marcado em ações que suscitam questões materiais a partir de normas ou de fatos relacionados à mitigação das mudanças climáticas, adaptação às mudanças climáticas ou à ciência das mudanças climáticas. As ações são normalmente identificadas com palavras-chaves como “mudanças climáticas”, “aquecimento global”, “gases de efeito estufa”, e “elevação do nível dos oceanos” (UNEP, Global Climate Litigation Report 2020).

Em 27 de outubro de 2021 foi aprovada a Resolução CNJ 433/2021, e o artigo 3º, § 4º, consolidou a criação do assunto na Tabela Processual Unificada.